MENU

Cerimônia de Posse: Mais mulheres jornalistas na nova diretoria do SINDIJOR/SE

SINDIJOR/SE lança Clube de Descontos em Café da Manhã festivo para comemorar a posse da nova diretoria

Publicado: 13 Setembro, 2022 - 13h07 | Última modificação: 13 Setembro, 2022 - 16h31

Escrito por: Iracema Corso

notice

Com Café da manhã festivo, a nova diretoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Sergipe (SINDIJOR/SE) tomou posse em sua sede na manhã desta segunda-feira, dia 12 de setembro. O mandato 2022/2025 já começa com boas novidades: o lançamento do Clube de Descontos para todos os filiados e filiadas do sindicato; e uma diretoria sindical com maior representatividade feminina com 35% de mulheres dirigentes sindicais.

O presidente Milton Alves Júnior comemorou a composição da nova diretoria e está animado com o início deste mandato. “Conseguimos reunir na nossa diretoria uma boa diversidade de profissionais do jornalismo em Sergipe. Isso é ótimo, pois teremos dirigentes sindicais diversificados, conscientes da realidade de trabalho nas redações e assessorias de comunicação. Tivemos a adesão de quatro mulheres de garra que se agregam a uma equipe de luta com dirigentes sindicais experientes, alguns já foram presidentes do SINDIJOR/SE. É o caso de Paulo Sousa e Edmilson Porto”, afirmou o presidente.

A Central Única dos Trabalhadores (CUT/SE) estava na cerimônia de posse representada pelo presidente Roberto Silva e pela jornalista Caroline Santos, que integra a nova diretoria do SINDIJOR/SE e também é secretária de Formação Sindical da CUT/SE.

"As mulheres são maioria na profissão de Jornalista, mas por conta de uma miríade de dificuldades, consequências do machismo estrutural que vivemos, isso ainda não se corresponde nas diretorias sindicais. Termos mais mulheres nas direções do sindicato é fundamental, e é ótimo que o SINDIJOR/SE está percorrendo esse caminho", declarou Caroline.

Roberto Silva, presidente da CUT/SE, participou do café da manhã festivo de posse e  destacou o trabalho fundamental da nova diretoria de representar os jornalistas e defender os direitos destes profissionais em Sergipe.

“A gente sabe dos ataques e perseguição aos jornalistas, pois temos um presidente que não respeita esta profissão, que estimula as Fake News. Mas os jornalistas tem um papel fundamental, não só de apuração da verdade, de divulgação dos fatos mais importantes, como também são os profissionais que dão a vez e a voz, dão visibilidade à luta dos trabalhadores no nosso Estado. Então parabéns a todos os jornalistas e valeu pelo apoio na luta dos trabalhadores de Sergipe”, destacou Roberto Silva.


PATRÕES DA COMUNICAÇÃO

No contexto do patronato da Comunicação em Sergipe, a assessoria de comunicação é a área que mais emprega jornalistas. A maioria dos veículos de comunicação de grande alcance no Estado são de propriedade da família Franco: a TV Sergipe, TV Atalaia, Jornal da Cidade e o portal de notícias G1.

A família do ex-governador João Alves é proprietária do Jornal Correio de Sergipe. O portal F5 News é do deputado federal Laércio de Oliveira. E os demais veículos de comunicação são propriedades de empresários: como a Infonet; o Jornal do DIA, de Elenilton Pereira; a Fan de Sandro de Miro; a Rio FM, que é do grupo Teixeira, entre outros veículos de comunicação de menor porte.

“Até agora conseguimos avançar no diálogo e negociação sem muito conflito. Nossa luta é assegurar que a data-base de maio seja cumprida e garantir o respeito ao jornalismo profissional nas assessorias de comunicação”, resumiu Milton Alves.


POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO

A partir da próxima semana, o SINDIJOR/SE vai entrevistar os candidatos ao Governo de Sergipe para saber qual o projeto político de cada um voltado à Comunicação, pois este é um tema decisivo para o futuro dos jornalistas de Sergipe.

Na avaliação do presidente do SINDIJOR/SE, por exemplo, a Gestão do Governo que se encerra não foi boa para os jornalistas de Sergipe.

“Não há como negar que o governo Belivaldo foi a pior gestão em termos de comunicação para os jornalistas de Sergipe. A própria SECOM (Secretaria de Comunicação) foi extinta. Todas as secretarias tinham jornalistas trabalhando, tinham assessorias de comunicação e tudo isso foi desmanchado. A decisão de centralizar as assessorias gerou demissão e piorou o mercado de trabalho para o jornalista em Sergipe”, explicou Milton Alves.

 
Já conhece a nova diretoria do SINDIJOR/SE? Confira abaixo:


DIRETORIA EXECUTIVA DO SINDIJOR/SE - 2022/2025

01- PRESIDENTE – Milton Alves Júnior

02 - VICE-PRESIDENTE/SECRETARIA GERAL – Guilherme de Oliveira e Silva Fraga

03 -ADJUNTA DA SECRETARIA GERAL – Hivy Rhaffaella

04 - SECRETARIA DE FINANÇAS – Claudomiro Ribeiro de Santana

05 - ADJUNTO DA SECRETARIA DE FINANÇAS – Anderson Oliveira Machado

06- SECRETARIA DE REGISTRO E FISCALIZAÇÃO - Tâmara Carla Oliveira Santos Kivel

07 - SECRETARIA DE FORMAÇÃO E SINDICALIZAÇÃO – Fredson Navarro Silva de Deus

08 - ADJUNTO DA SECRETARIA DE FORMAÇÃO E SINDICALIZAÇÃO – Elisângela Valença

09 - SECRETARIA JURÍDICA, DE SAÚDE E DE ASSISTÊNCIA – Erna Raisa Lima Rodrigues de Barros

10 – ADJUNTO DA SECRETARIA JURÍDICA, DE SAÚDE E DE ASSISTÊNCIA – José Gilton Feitosa da Silva

11 - SECRETARIA DE CULTURA E COMUNICAÇÃO – Caroline Rejane Sousa Santos

12 - ADJUNTO DA SECRETARIA DE CULTURA E COMUNICAÇÃO - Max Augusto Santos de Araújo

13 - SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS E SOCIAIS: Paulo de Sousa

14 - ADJUNTO DA SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS E SOCIAIS – José Marcos dos Santos

CONSELHO FISCAL

15 - TITULAR – José Edson Araújo do Carmo

16 - TITULAR - Raimundo Macedo Ferreira

17 - TITULAR – Marcos Augusto Borges Torres

18 - SUPLENTE – Miralda Santos

19 - SUPLENTE – Jairo Alves de Almeida

COMISSÃO DE REGISTRO E FISCALIZAÇÃO DO EXERCÍCIO PROFISSIONAL

20 - TITULAR - Nivaldo Cândido de Souza

21 - TITULAR – Cândida Oliveira

22 - TITULAR – Shislane Vitória

23 - TITULAR - Ronaldo Sales Bezerra

24 - SUPLENTE – Noel Lino dos Santos

25 - SUPLENTE – José Lupércio Santos

COMISSÃO DE ÉTICA, DIREITOS HUMANOS E LIBERDADE DE EXPRESSÃO

26 - TITULAR – Edmilson Santos Brito (presidente)

27 - TITULAR – Hipácia Andrade Nogueira Prado

28 - TITULAR – Amália Roeder