• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Estância fortalece luta pelo Fora Bolsonaro com Gritos dos Excluídos e das Excluídas

Sábado de protesto democrático no município sergipano de Estância. Luta pelo Fora Bolsonaro e em defesa da democracia acontece amanhã em Aracaju e no dia 11/9 em Itabaiana e Lagarto

Publicado: 06 Setembro, 2021 - 12h43 | Última modificação: 06 Setembro, 2021 - 13h07

Escrito por: Iracema Corso

notice

O Grito dos Excluídos e das Excluídas no município de Estância reuniu centenas de trabalhadores do campo e da cidade que estão sofrendo com a política massacrante do governo Bolsonaro.

Mesmo quem não ocupou as ruas ficou na janela e acenou para o protesto. A população que já não consegue mais pagar o gás de cozinha, pagar as contas de energia, comprar carne, leite, alimentos em geral, a população desempregada e a desalentada, mostrou sua indignação.

Professora no município de Estância, a vice-presidenta da Central Única dos Trabalhadores (CUT Sergipe), Ivônia Ferreira afirmou que após muito sofrimento, da mesma maneira que ocorreu com a maioria dos municípios de Sergipe, graças à luta o município de Estância vive um momento melhor no que se refere à pandemia da Covid-19 com o anúncio da vacina de crianças com comorbidades. No entanto, para aqueles que perderam a saúde, perderam familiares e amigos para a pandemia, a revolta contra o descaso do governo Bolsonaro diante das mortes diárias causadas pela Covid é inesquecível.

“Estância é um município que pensa pela esquerda. Então com muita maestria, os trabalhadores de Estância enfrentam o bolsonarismo e enfrentaram a pandemia com luta e resistência. E temos que organizar outros atos porque esta luta é muito importante”, afirmou Ivônia Ferreira.

Para Roberto Silva, presidente da CUT Sergipe só a luta pode mudar este cenário de sofrimento que continua atingindo a população de Estância, Sergipe e do Brasil.

“O apoio da população de Estância que está sofrendo com a política de Bolsonaro fez um ótimo ato. Bolsonaro no Poder significa a destruição do serviço público, das políticas públicas de assistência social, a entrega do patrimônio público, a política de preços do petróleo que inviabiliza o trabalho de motoristas, a venda das estatais que acaba gerando aumento nas contas de energia... É muito retrocesso. A vida do trabalhador está difícil. Essas pessoas sabem que cada dia com Bolsonaro no Poder é pior para a população”, afirmou Roberto Silva.

Fora Bolsonaro
Na manhã desta terça-feira, em Aracaju, no feriado do Dia 7 de Setembro, o 27º Grito dos Excluídos vai fortalecer a democracia, a solidariedade e a luta pelo Fora Bolsonaro. A concentração será em frente à Igreja São José e Santa Tereza de Calcutá, no Bairro Santa Maria, Conjunto Marivan, às 9h da manhã.

Neste ano, o Grito dos Excluídos e das Excluídas vai arrecadar alimentos e roupas para doar à população necessitada do bairro Santa Maria. Assim, quem puder colaborar, leve uma cesta de alimento não perecível para contribuir com a ação solidária.

No dia 11 de setembro, próximo sábado, o Grito dos Excluídos e das Excluídas vai ecoar nas cidades sergipanas de Lagarto e Itabaiana. Manifestações pelo #ForaBolsonaro, no Brasil e no exterior, e pelo Grito dos Excluídos estão sendo organizadas em mais de 200 cidades pela CUT, centrais e movimentos sociais. Acesse o link e veja o mapa.