• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

FETAM/CUT e SINDIPASTORA apresentam proposta de Plano de Carreira

Terça-feira (11/9) é a vez dos dirigentes sindicais apresentarem a proposta para o prefeito Sylvio Cardoso

Publicado: 06 Setembro, 2018 - 15h30 | Última modificação: 06 Setembro, 2018 - 15h44

Escrito por: Iracema Corso

notice

Uma proposta de Plano de Carreira, Cargos e Vencimentos pode mudar para sempre a vida dos servidores públicos do município de Divina Pastora. Filiados à Central Única dos Trabalhadores (CUT/SE), os dirigentes sindicais João Fonseca e Gicelma dos Santos, da FETAM (Federação dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal) e do SINDIPASTORA (Sindicato dos Servidores Públicos de Divina Pastora), elaboraram a proposta ao longo do mês de agosto.

Na última semana o projeto foi apresentado e discutido em assembleia geral dos servidores e na Câmara de Vereadores.  Na próxima terça-feira (11/9) é a vez dos dirigentes sindicais apresentarem a proposta para o prefeito Sylvio Cardoso.

“Fizemos um bom debate na Câmara Municipal. Todos os vereadores se manifestaram de forma positiva após a apresentação que fizemos do nosso projeto, que foi elaborado a partir da base de dados dos servidores da Prefeitura de Divina Pastora com informações cedidas pelo próprio prefeito. Em Divina Pastora o salário base é de R$ 954. Apesar da Prefeitura cumprir com os direitos dos servidores, há uma carência do Plano de Carreira. Ou seja, o salário base de R$ 954 é o mesmo para quem entra hoje e para quem tem 30 anos de serviço, por exemplo”, explicou João Fonseca (FETAM/CUT).

Segundo o dirigente sindical, há uma boa expectativa entre os servidores e, além do novo Plano de Carreira, a FETAM e o SINDIPASTORA propõem a valorização dos profissionais com formação superior. “Elaboramos uma proposta que resgata o direito dos trabalhadores de crescerem na Carreira. Além disso, existe uma disparidade salarial muito grande entre os profissionais da área da saúde que atuam em Divina Pastora. No dia 2 de agosto, nos reunimos com o prefeito e ele propôs um aumento de 20% para psicólogos e assistentes sociais. Foi nesta ocasião que sugerimos a criação de um Plano de Carreira para todos os servidores, além da valorização dos psicólogos e assistentes sociais, que atualmente recebem um salário base de R$ 1.200”, acrescentou.

carregando