• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Protestos pedem a quebra da patente das vacinas contra Covid-19

Dia Mundial da Saúde será de luta em defesa da vida e pelo Fora Bolsonaro

Publicado: 06 Abril, 2021 - 10h08 | Última modificação: 06 Abril, 2021 - 10h24

Escrito por: Iracema Corso

notice

Pela quebra das patentes das vacinas contra Covid-19, no Dia Mundial da Saúde, nesta quarta-feira, 7 de abril, a Central Única dos Trabalhadores (CUT), os movimentos sindical e social vão construir o Dia Nacional de Lutas pelo Fora Bolsonaro e em Defesa da Vida.

Em Aracaju, o protesto será na Pça General Valadão, das 7h às 9h da manhã, e contará com a presença de poucos manifestantes para reduzir o risco de contaminação por Covid-19, que segue em alta em todo o Brasil. São mais de 333 mil vidas perdidas para a Covid-19 em todo o Brasil e a contaminação segue crescente. Nas últimas 24h, foram 28.645 contaminados e 1.319 mortos.

O presidente da CUT Sergipe, Roberto Silva, afirma que o governo Bolsonaro é o responsável por estas mortes. “Um governo sem política para a saúde e que ainda por cima atrapalha as políticas estaduais de combate à Covid-19 é um governo genocida. É um governo que está matando a população brasileira com desinformação, negacionismo, incompetência e irresponsabilidade. É mais do que um governo cruel, é um governo criminoso”, acusou o presidente da CUT Sergipe.

Na luta pela vacinação de toda a população brasileira, a CUT e o movimento sindical clamam pela quebra das patentes das vacinas contra a Covid-19 por entender a necessidade urgente de imunizar a população para salvar milhares de vidas perdidas diariamente durante a pandemia.

No Estado de Sergipe, o presidente da CUT reforça a necessidade de fiscalização, controle e constante higienização dos ônibus e terminais. “A CUT já fez ato na porta da Prefeitura para cobrar do prefeito Edvaldo Nogueira a fiscalização das condições de segurança sanitária nos ônibus que circulam em Aracaju nos horários de pico. Já solicitamos a atuação do Ministério Público, alertando que é preciso agir para salvar vidas, mas as medidas tomadas até agora se mostram insuficientes para conter o avanço da Covid em Aracaju e em Sergipe”, comentou Roberto Silva.

O último boletim epidemiológico de Sergipe registrou 977 novos casos de Covid-19 e 25 mortes. O crescimento diário da contaminação por Covid é catastrófico, visto que 107,2% dos leitos de UTI da rede privada e 94,3% da rede pública estão ocupados por pacientes com Covid em estado grave. Dos 19 hospitais de Sergipe, da rede pública e privada de saúde, 14 já estão com 100% dos leitos de UTI ocupados e o Hospital São Lucas já alcança 157% de ocupação dos leitos de UTI.

Neste Dia de Luta pelo Fora Bolsonaro e em Defesa da Vida, a CUT convida toda a população indignada, os trabalhadores da saúde esgotados e as famílias destruídas pela Covid a ocuparem as redes sociais para contar sua história e, para além dos números que não sensibilizam mais as autoridades competentes, mostrar a real gravidade do que a população brasileira está enfrentando nesta pandemia.