• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Rede estadual: internet patrocinada é fruto da luta do SINTESE

Publicado: 01 Março, 2021 - 13h55 | Última modificação: 01 Março, 2021 - 13h59

Escrito por: Caroline Santos (SINTESE)

notice

Na tarde desta segunda, 01, a Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura – Seduc fará a entrega de pacotes de internet para 150 mil estudantes e nove mil professores da rede estadual. É a chamada Internet Patrocinada. E também lançará o aplicativo Estude em Casa.

Desde a adoção das aulas remotas online, devido a pandemia da Covid 19, que o SINTESE tem cobrado da Seduc e do Governo do Estado as condições de trabalho para professores e professoras planejarem e executarem as aulas sem que para isso precisassem lançar mão dos seus salários que já estão destruídos devido ao desmonte da carreira e meios para que os estudantes possam exercer o direito à Educação.

Outro ponto reivindicado em ofícios e audiências com a Seduc é a adoção de um auxílio financeiro para os educadores, pois a adoção das aulas online fez com que o magistério da rede estadual, que está sem reajuste salarial há 5 anos, tivesse que investir em equipamentos, isso sem contar o aumento da conta de energia.

Em 2020 foi constatado que a maioria dos estudantes das escolas públicas estaduais não tiveram acesso ao conteúdo online pelo fato de não terem pacotes de internet para tal, e por razão de uma grande quantidade de estudantes não tiveram acesso às aulas remotas em 2020.

“Por isso o lançamento da Internet Patrocinada tardiamente é fruto da luta do magistério e também dos estudantes pelo direito à Educação. E para o retorno das aulas com segurança o SINTESE continua cobrando que sejam garantidas todas as medidas sanitária, a testagem em massa dos estudantes e que os trabalhadores e trabalhadoras da Educação sejam incluídos no grupo de prioridade da vacina contra a Covid 19”, afirma a presidenta do SINTESE, professora Ivonete Cruz.