• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Reunião das centrais sindicais inicia a organização da luta para o dia 20/2

Lideranças sindicais e dos movimentos sociais vão se somar para derrubar novamente a Reforma da Previdência

Publicado: 08 Fevereiro, 2019 - 15h41 | Última modificação: 08 Fevereiro, 2019 - 15h47

Escrito por: Iracema Corso

notice

 

As Centrais Sindicais que representam os trabalhadores de Sergipe se reuniram na sede da Central Única dos Trabalhadores (CUT/SE) na manhã desta sexta-feira, dia 8/2, para discutir a construção da Assembleia Estadual da Classe Trabalhadora, que acontecerá no dia 20 de fevereiro, em Aracaju.

Além do presidente e do secretário de Formação da CUT/SE, Rubens Marques (professor Dudu) e Roberto Silva, estiveram presentes lideranças da CTB, UGT, CONLUTAS e sindicatos filiados.

O professor Dudu, presidente da CUT/SE, explicou que o dia 20 de fevereiro será uma data importante construída pelo movimento sindical e movimentos sociais com participação da Frente Brasil Popular e da Frente Povo Sem Medo. Nesta data, lideranças sindicais junto a lideranças dos movimentos sociais vão construir uma Assembleia Nacional da Classe Trabalhadora em São Paulo. “Aqui no Estado de Sergipe, nós também iremos organizar a resistência contra a Reforma da Previdência”, reforçou o presidente da CUT/SE.

Dudu destaca que o momento é de unir forças. “A luta contra a Reforma da Previdência é a luta principal, vamos encaminhar oficio para todos os prefeitos, deputados, senadores, vereadores, pedindo apoio para que a Reforma da Previdência não seja aprovada. Não vamos colocar vários pontos de pauta para não pulverizar, mas vamos debater também a manutenção da Justiça do Trabalho e a luta contra as privatizações. O nosso foco é a Reforma da Previdência que já está batendo na porta, precisamos nos unir e nos organizar”.

carregando
carregando