• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

SINDIPEMA entrega carta aberta à população aracajuana

Estiveram presentes apoiando nosso ato, a Central Única dos Trabalhadores – CUT/SE e o Sindicato Unificado dos Trabalhadores Petroleiros, Petroquímicos, Químicos e Plásticos nos Estados de Alagoas e Sergipe

Publicado: 06 Dezembro, 2018 - 17h17 | Última modificação: 06 Dezembro, 2018 - 17h23

Escrito por: SINDIPEMA

notice

No início deste ano, o SINDIPEMA foi às ruas apresentar aos munícipes de Aracaju, nossa Pauta de Reivindicação 2018. Ao findar do ano, hoje (06/12) voltamos ao centro da capital sergipana para prestar contas sobre a Pauta de Reivindicação.

Em nossa carta, mostramos que, das 16 reivindicações que fizemos, dez exigências NÃO foram atendidas pela Secretaria de Educação, juntamente com a Prefeitura de Aracaju. Denunciamos as péssimas condições de trabalho que a categoria do magistério vem enfrentando; cobramos a aplicação dos 25% na educação, conforme manda a legislação e denunciamos que o prefeito Edvaldo Nogueira não paga o piso nacional da educação há dois anos. Reforçamos que o piso salarial é um direito adquirido por lei federal.

Estiveram presentes apoiando nosso ato, a Central Única dos Trabalhadores – CUT/SE e o Sindicato Unificado dos Trabalhadores Petroleiros, Petroquímicos, Químicos e Plásticos nos Estados de Alagoas e Sergipe.

Durante a tarde de hoje, a partir das 14h, acontece no auditório do SINDIPEMA, uma roda de conversa, onde será debatido sobre o manual de defesa contra a censura nas escolas.

carregando
carregando