• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Sindomestica recebe doação de alimentos para atender trabalhadoras desempregadas

Num contexto de pandemia, desemprego crescente, fome e crise econômica, a solidariedade marca o Dia Nacional das Trabalhadoras Domésticas em Sergipe

Publicado: 27 Abril, 2021 - 17h31 | Última modificação: 27 Abril, 2021 - 17h40

Escrito por: Iracema Corso

notice

No Dia Nacional das Trabalhadoras Domésticas, a CUT e o movimento sindical doaram alimentos para as trabalhadoras domésticas que estão desempregadas. As doações foram arrecadadas no Centro, no Calçadão da Laranjeiras com Ivo do Prado, numa ação preparatória para a Carreata Solidária do 1° de maio, construída conjuntamente pelas centrais sindicais e movimentos sociais de Sergipe.

A vice-presidente do Sindoméstica e dirigente da CUT Sergipe, Quitéria Santos, afirmou que diariamente mais de 10 trabalhadoras domésticas ligam para o sindicato procurando emprego e ajuda.

“Esta doação tem um extremo valor para nós. Já recebemos apoio de companheiros assistentes sociais, professores, advogados... Temos que agradecer esta atitude. Agora a necessidade é geral, não está mais batendo à porta, já está na nossa casa. O preço do alimento tá um absurdo. Está difícil pra todo mundo, imagine para a trabalhadora doméstica que está desempregada”, revelou a dirigente sindical da CUT e do Sindoméstica.

Segundo Quitéria Santos, é assustador, a cada dia, ver crescer o número de desempregados e o número de pessoas contaminadas e mortas por Covid. “Não está fácil sobreviver neste Brasil com Bolsonaro na presidência. Mas seguiremos unidos, em luta, nos protegendo e fortalecendo a solidariedade. Continuaremos construindo a Carreata Solidária para o 1º de maio”, afirmou. Acesse o link e saiba onde e como contribuir com a Carreata Solidária do 1º de maio em Sergipe: a culpa da fome é de Bolsonaro.

Logo mais, às 19h, 'Os Impactos da pandemia para trabalhadoras domésticas' é tema de live da CUT, nesta terça-feira, no Facebook da CUT Brasil.

O dia da Trabalhadora Doméstica (27 de Abril) será celebrado com um debate que faz parte da Semana do Trabalhador da CUT. A live abordando os desafios e estratégias de luta para defender a categoria.