• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

SINTECT/SE denuncia Covid nos Correios e obtém liminar para desinfecção de agências

Agência de Itabaianinha e CDD Zona Norte Aracaju estão isolados e 40 trabalhadores de ambas unidades aguardam resultados do teste para Covid-19

Publicado: 19 Maio, 2020 - 17h02 | Última modificação: 19 Maio, 2020 - 18h10

Escrito por: Iracema Corso

notice

Mesmo assintomática, a trabalhadora que atua na limpeza da agência dos Correios do município de Itabaianinha testou positivo para o Covid-19 (o SINTECT/SE prefere preservar seu nome). A descoberta aconteceu através de um teste por amostragem realizado pela Universidade Federal de Sergipe (UFS) no município de Itabaianinha.

A partir desta terça-feira (19/5), a agência de Itabaianinha segue isolada para a desinfecção e os demais trabalhadores serão testados para conferir se contraíram o vírus, além disso, ficarão em casa realizando trabalho remoto.

Em caráter de urgência, a diretoria colegiada do SINTECT/SE (Sindicato dos Trabalhadores dos Correios) conquistou na última sexta-feira (15/5) uma liminar na Justiça para o fechamento e higienização do Centro de Distribuição Domiciliar dos Correios (CDD Zona Norte), em Aracaju.

Um caso confirmado de trabalhador do CDD Zona Norte infectado pelo Covid-19 gerou a ação civil pública movida pelo SINTECT/SE com o objetivo de que a agência fosse fechada e os demais trabalhadores examinados para verificar se houve outras contaminações pelo Covid no mesmo ambiente de trabalho. Atualmente 36 trabalhadores aguardam o resultado do exame previsto para esta quarta-feira (20/5).

O secretário geral do SINTECT/SE e diretor de Cultura da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Jean Marcel, explicou que em Itabaianinha, da mesma forma como aconteceu na (CDD Zona Norte), em Aracaju, a empresa dos Correios cumpriu o que determina a liminar conquistada pelo SINTECT/SE. “Esperamos que a decisão judicial conquistada em Sergipe sirva de exemplo para trabalhadores dos Correios de várias regiões do Brasil que têm sido vítimas de Covid-19”, afirmou o sindicalista.

Na última semana, registramos em matéria o falecimento de 14 trabalhadores dos Correios por Covid-19 no Brasil, no entanto, atualmente não há um controle do número de trabalhadores infectados e mortos pelo contágio da pandemia que cresce a cada dia no País.

Em todo o Brasil existem aproximadamente 56 mil trabalhadores dos Correios trabalhando nas ruas e nas agências, expostos ao contágio pelo Coronavírus. “São várias as vítimas por Covid-19 nos Correios. A empresa tem negligenciado o risco de infestação da doença entre os trabalhadores dos Correios e esperamos que esta liminar que conquistamos aqui em Sergipe abra caminhos para que trabalhadores em várias localidades do Brasil sejam testados e haja desinfecção das agências com trabalhador doente”, observou o sindicalista Jean Marcel.  

Segundo o secretário geral do SINTECT/SE, a redução do serviço dos Correios para entregas imprescindíveis (como medicamentos, vacinas e encomendas restritas à área da saúde), assim aumento dos testes entre trabalhadores dos Correios são medidas que podem melhorar o cenário crescente de contaminação. “Apostamos que só com a antecipação e com os testes em massa dos trabalhadores poderemos evitar a contaminação descontrolada por Covid-19 nas agências dos Correios pelo Brasil”.